Pular para o conteúdo principal

chocolate na corte espanhola


Os Asteca
No México , os astecas faziam cultos ao deus Quetzalcoati , personificavam o conhecimento e a sabedoria . Quetzalcoati deu ao seu povo,entre outros benefícios , o fruto do cacau . Os astecas acreditavam que as sementes de cacau que lhe eram oferecidas vinham do céu dai a festa nas colheitas ,
com rituais cruéis de sacrifícios humanos . Mas um dia Quetzalcoati  ficou velho e resolveu partir para bem longe, abandonado assim os asteca . Antes de partir, prometeu voltar no ano de um  ´´um cunho``, que ocorria uma vez a cada ciclo de 52 anos no calendário que ele criara para seu povo.Cortez o explorador espanhol, é bem  recebido  pelo os astecas então Cortez  responde a gentileza com uma traição. Depois de  usufruírem das riquezas dos Asteca, entre elas, o cacau, os espanhóis destruirão os templos da civilização. O México passa a ser colônia espanhola

OS MAIAS

Enquanto isso por volta de 600 a.C., os mais,que também conheciam o chocolate , estabeleciam as primeiras plantações de cacau em Yucatan e na Guatemala . Em toda   aquela região a importância do cacau  não residia apenas do fato de que dele se obtinha uma bebida fria e espumante chamada  ``thocolath´´, que é bem diferente do chocolate dos dias de hoje , pois era preparado pelos índios numa infusão das amêndoas de cacau . Essa era esmagadas e misturadas em água . Usavam plantas aromatizadas como baunilha e pimentas-da-jamaica , para amenizar o forte gosto amargo . o valor do cacau também estava em suas sementes .Elas eram usadas como moeda . Exemplificando , na época  compravam-se um escravo com 100 sementes. Até então ,o cacau e seu precioso produto, o chocolate , só circulavam pelos rituais , banquetes e comércio na América Central . O tempo foi passando e em 30 de julho de 1502, o navegador Cristóvão Colombo ,pensando haver descoberto as Índias, baixa âncoras em  frente a ilha de Guanajo, na América central. Um chefe asteca sobe abordo e oferece  ao navegador e à sua tripulação, armas, tecidos e sementes e tomam também o thocolath .Dia depois, levantam  velas e seguem para a Europa. Colombo, o primeiro europeu  a  provar o chocolate, não deu importância ao fato.  

Na corte espanhola

Dezessete anos depois, o explorador espanhol, Fernão Cortez e seus soldados desembarcam no México, com a pretensão de conquistá-lo.O imperador  asteca  Montezuma e seus súditos o confundem e creem que que Cortez é a reencarnação do saudoso Deus Quetzalcoaltl. O ano de "um cunho" era, exatamente, 1519.
O povo  alegre festeja e o imperador acolhe Cortez com um grande banquete regado a taças de ouro cheias de "thocolath". Cortez, sem dúvida, ficou muito impressionado com a mística qwue envolvia o chocolate e ainda mais com seu uso corrente. Assim, com o intuito e gerar riquezas para o tesouro de seu país, estabelece uma plantação de cacau para o rei Carlos V, da Espanha. E começa a trocar as sementes de cacau por ouro, metal que não possuía valor algum para aqueles povos. Os espanhóis aos poucos acostumaram-se ao chocolate, e para atenuar o seu amargor, diminuirão  a  proporção de especiarias e adoçaram-no com mel.
 Passados alguns anos,Cortez responde á hospitalidade do povo asteca com traição. Prende o México passa a ser colônia espanhola. Rapidamente o chocolate se espalha entre a família real e os nobres da corte espanhola. Cortez já sabia lidar com o cacau e preparar o chocolate.

Na primeira guerra mundial

 Com a primeira guerra mundial, em 1914, determina-se o fim da expansão das indústria chocolateira. São feitas restrições às exportações do produto e tabletes de chocolate passam a fazer parte da ração dos soldados americanos em serviço. Mas os soldados raramente guardavam-no para as emergências. 
O chocolate era irresistível para ser guardado.
A Companhia Herhey, importante fabricante nos EUA, recebe uma tarefa importante do exército americano:desenvolver uma nova ração de chocolate, que sustentasse os soldados no caso de falta total de alimentos e que pudesse ser carregada em seus bolsos, sem derreter. A industria alcança o intento, produzindo uma ração de emergência, a nova ``ração D´´.
O chocolate circulava por todas as partes, nos combates e nos lares, como fortificante e para a reposição de energia. Em1945, com o fim da guerra as indústrias chocolateiras prosseguem  em seu desenvolvimento.   


Aprimoramento  

Com o passar dos anos o chocolate evolui, tornando-se um alimento cada vez mais macio e saboroso
  • 1765 - James Barker e Jonh Honnon fundam a primeira fabrica de chocolate dos EUA, a companhia Barker
  • 1778 - Doret, um francês, desenvolveu um equipamento que moía a mistura de chocolate e aglomerava a massa
  • 1819 - François Louis Gallier abre a primeira fabrica de chocolates suiço
  • 1826 - Philipp Suchard começa a fazer chocolate misturado com avelã moídas.
  • 1828 - O químico holandês Coenraad Van Houten inventa uma prensa de parafuso que permite obter o pó do chocolate. Começa também a ser comercializada a manteiga de cacau.
  • 1847 - A firma inglesa Bristol, Fry & Bons introduz o chocolate comestível.
  • 1875 - Dniel Peter e Henri Nestlé inventam o chocolate ao leite
fonte: livro chocolate para você fazer em casa

Comentários